autografia
E no fim, o que a gente espera do amor é só reciprocidade. A gente não espera tanto por um casal de filhos, um cachorro e uma cerquinha branca. A gente espera uma guerra, farpas e dias difíceis. Mas que tenha uma outra mão ao lado para sustentar isso junto. Por que a vida não é linda por que o céu está limpo e o sol ardente. Por que tem gente que gosta da chuva, e do penetrável ar gelado bater no rosto. Felicidade e amor andam colados, e podem também estar na chuva.
Juliana Ribeiro.   (via autografia)
larissarf
Amor pelo que faz. Amor pelo espelho. Amor pela família. Amor pelos amigos. Amor pelo bichinho de estimação. Amor pelo outro. Amor de volta. Porque dar amor é bom. Mas receber amor também é melhor ainda. Quem não gosta? Desculpa, mas meu coração não entende muito bem a solidão. Gosto de abraço de urso, beijo estalado, carinho no cabelo e sorriso bem largo, espaçoso, verdadeiro.
Clarissa Corrêa.  (via poesia-e-fe)
intimidadedegarota-deact
Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros… Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu quero mais números do que provavelmente vou ter.
A Culpa é das Estrelas. (via intimidadedegarota)